Minha mulher e o patrão dela

Esse conto intitulado minha mulher e o patrão dela é uma história real de quando minha mulher deu para seu patrão.

Meu nome é Carlos, tenho 30 anos sou casado há 7 anos, com minha esposa de 29 anos, Cristiane que por sinal é muito linda, 1,60 e 50kg, uma baixinha morena, nosso casamento sempre foi muito bom, nos amamos muito e ela nunca nem se quer olhava pra outro homem. Foi quando ela começou a trabalhar no ramo imobiliário, e vendia casas em condomínio fechado, percebi que ela ia muito bem arrumada para o serviço, com roupas mais provocantes e chegava em casa com apetite sexual dobrado, eu esperto como sou a perguntei se ela estava interessada em alguém ou algum cliente, para minha surpresa ela disse estar com muito tesão do patrão dela, que ele olha pra ela sempre de um jeito que parece deixá-la nua e isso a excitava, e que ele tentou beija-la no dia anterior quando ela tinha recebido carona dele, ela recusou o beijo e saiu rápido do carro, mas a vontade dela era imensa, fiquei enciumado, doido pra dar uma porrada na cara do infeliz, e isso ficava na minha cabeça, ao mesmo tempo isso me excitava, tanto que eu pedia pra ela me contar tudo, e assim ela fazia.

Minha mulher e o patrão dela

Teve um dia em especial que ficou marcante, as casas que ela vendia era decorada, e ela iria organizar um coquetel, para mostrar a casa. Ela e o patrão dela foram direto pra essa casa para arrumar tudo, pois o coquetel de inauguração iria ser no dia seguinte, nisso o patrão dela já mal intencionado foi para o quarto já decorado e a chamou, ela foi até ele e chegando lá, ele estava sentado na cama e disse assim, é que eu dei um mal jeito na minhas costas você pode me ajudar a me levantar da cama, bom quando ela foi ajudá-lo ele a agarrou jogou ela na cama por cima dele e começou a se esfregar ainda de roupa na minha esposa que não relutou nem um momento, porque ela não aguentava mais de vontade, eles se beijaram como loucos no cio, foi quando ela deu por si e saiu de cima dele, dizendo, você é louco eu sou uma mulher casada e amo meu marido, ela em pé na frente dele, ele agarrou a perna dela e disse, não estou falando de amor estou falando de tesão, abriu o zíper da calça dela abaixou até o joelho e começou acariciar a xoxotinha da minha mulher, que se encontrava ensopada, ela começou a gemer, ele pois a mão dela no peito dele e ela foi baixando a mão até chegar no cacete dele que mal cabia na mãozinha dela de tão grosso que era o cacete dele ela começou a bater uma punheta pra ele enquanto ele massageava o grelinho da minha esposa, ele foi arrastando ela pro canto da casa e pois o cacete grosso nele no vão das pernas da minha esposa massageando sua xoxota nessa esfregação toda, não resistindo ele a virou de costas pra ele e começou a chupar a xoxota dela, ela não aguentou e pediu pra que ele enfiasse tudo nela, dizia nossa que pau grosso você tem, é bem maior que do corno do meu marido, ele enfiou sem dó, ele não podendo gritar, mordeu forte o travesseiro e gemia sem parar e ela dizia me come gostoso, vc não disse que ia me comer todinha agora vai me fode, ele doido fodia ela bem forte e xingava ela de puta, vadia, galinha eu sabia que ia acabar comendo essa puta, seu marido é corno mesmo, isso se não for viado, ela gozava e ele não parava de meter na buceta dela de 4, ele disse que ia gozar ela implorou, não espera, vem cá goza na minha boca eu adoro engolir, ela cansada disse vamos embora Edson, ele falou ainda não, sem comer seu cuzinho eu não saio daqui, ela disse você está louco, com esse cacete todo, já estou até assada e você quer arrombar meu cu, ele com jeitinho foi a convencendo e com um gel ele lubrificou o cu dela e enfiou bem devagar o cacete no cu dela, ela gemia, gritava mas não adiantava ele só aumentava o ritmo até gozar dentro do cu dela, isso tudo aconteceu das 14:00hs até as 16:30.

Ela chegou em casa e eu já tinha chegado, percebi que ela até andava com dificuldade, ela entrou calada e foi rápido pro banheiro se lavar, na mesma hora percebi que ela estava mal, e fui conversar com ela, e chorando ela me contou tudo que tinha acontecido que me amava demais e se eu quisesse terminar tudo ela ia entender, pedi pra ela me contar tudinho, sem omitir nenhum detalhe e aquilo me excitava e percebi que apesar da xoxotinha bem arregaçada estava bem úmida lembrando de tudo, fodi ela com muita vontade e disse, eu te amo e adorei o que você fez, vamos repetir a dose… esse fato é totalmente real, e mudou a minha vida e a forma de curti-la.

Minha mulher e o patrão dela
Minha mulher e o patrão dela