Comi minhas amigas lésbicas

A história que passo a narrar aqui, aconteceu quando eu ainda estava na universidade, no interior de São Paulo, eu comi minhas amigas lésbicas.

Conheci Mirian e Sandra, na universidade, elas eram um casal de lésbicas, moravam juntas e eram muito legais, não eram bonitas, mas agradáveis e eram um pouco gordinhas. Eu também nunca fui bonito e raramente conseguia alguma namorada, apesar de me esforçar muito para isso. Eu e as lésbicas nos dávamos muito bem, corríamos juntos quase toda tarde, estudávamos juntos, mas nunca rolou nada entre nós. Em publico as duas eram extremamente discretas, quem não as conhecia não podia dizer nada a respeito da situação sexual das duas.

Bem, num domingo de verão, estava em casa, sem fazer porra nenhuma, não aguentava mais estudar e estava num tédio danado, até que as duas apareceram por lá me convidando para dar um passeio, topei na hora, já que estava um saco ficar lá sozinho. Passamos num boteco e compramos algumas bebidas e fomos até o apartamento delas, o plano era tomar todas.

Chegando lá, começamos a beber e logo estávamos bêbados, falando um monte de merda, foi aí que a Sandra me disse:
-Sabe Carlos, aquele lance que o pessoal da faculdade fala que somos lésbicas?
eu disse sim e daí?
-É que tem muita gente que fica em dúvida pois somos discretas, mas pode ter certeza, que nós realmente somos.

Comi minhas amigas lésbicas

Daí a Sandra pegou a Miriam e meteu-lhe um beijão na boca. Meu pau deu um salto nesse momento, pois adoro ver duas fêmeas se beijando. Adorei a surpresa. Quando terminaram a Sandra me perguntou:

-E aí, o que achou? Eu estava sem voz de tanto tesão, daí a Miriam disse:
-Ele adorou Sandrinha, olha o volume no calção dele. E as duas começaram
a rir. Aí eu falei:
-É, vocês são sacanas, sabem que isso dá o maior tesão em homens e sabem
que estou numa seca danada e ficam se beijando na minha frente, dá nisso
mesmo, estou com o pau duro e dai?
Aí a Sandra disse:
-Vem pra cá então, vou dividir a Miriam com você, ela tá louquinha por uma
pica. Nesse momento pulei em cima das duas e começamos a nos beijar.

A Miriam meteu a mão em meu pau e o tirou para fora e depois abocanhou cheia de fome, a Sandra fez cara de fome e a Miriam começou a dividir a rola com ela. Eu nem podia acreditar naquilo, ainda bem que tinha tocado uma punheta pouco antes, senão já teria gozado na boca das duas.

Enquanto a Miriam me chupava a Sandra foi tirando a roupa dela, daí pude ver a bundona que a Miriam tinha, e os peitões gostosos dela. A Sandra também ficou pelada e pude ver como era gostosa, meu pau parecia que tinha ficado maior.

Imediatamente a Sandra passou a chupar a xoxota da Miriam, que gemia com meu pau na boca, a Sandra me disse que a estava preparando para minha vara.

Ela chupou a xoxota e o cuzinho da amiga, que gemia e rebolava. Depois de um tempo, tirei o pau da boca da Miriam e comecei a comer sua bucetinha, que estava super molhada e muito quente, ela gozou feito louca, enquanto chupava a xoxota da Sandra. Depois de um tempo fodendo aquela buceta, virei a Miriam de quatro e a Sandra ficou por baixo, fazendo um 69. A Sandra então posicionou meu pau no cuzinho da Miriam e falou come o cu dessa puta que ela merece, eu então soquei sem dó nem piedade naquele rabo, a Miriam gritava de dor e de tesão e o pau entrava rasgando, daí gozei um balde de porra quente naquele rabão.

Tirei meu pau e veio um cheirinho de merda, mas a Sandra nem se importou e lambeu a porra do cuzinho aberto da amiga, daí elas se beijaram.

Ficamos os três sentados, pelados e tomamos mais um pouco de cerveja. Daí a Sandra me disse:
-Carlão, põe essa pica em pé novamente que eu também quero.

Ao falar isso, a Miriam começou a me acariciar e caiu de boca no meu pau ainda sujo de porra e começou a chupar bem gostoso, em poucos segundos eu já estava em ponto de bala novamente. A Sandrinha ficou de quatro e me ordenou para come-la. Daí eu disse antes quero chupar sua xoxota. Daí comecei a sugar o grelinho dela e a Sandrinha gemia loucamente. Depois de  um tempo, tirei o pau da boca da Miriam e soquei na xoxota da Sandrinha.

Ela gemia alto, acho que os vizinhos passaram ouvir tudo. A xoxota da Sandrinha estava bem apertadinha, uma delicia. A Miriam sacou um tubo de KY de sua bolsa e começou a passar no cuzinho da Sandra, que reclamou, dizendo que nunca tinha dado o cuzinho, daí a Miriam falou pra ela:
-Pois hoje você vai perder essa cabaço sua safada.

Eu fiquei louco, assim que a Sandra estava preparada, eu tirei meu pau de sua xoxota e comecei a enfiar naquele buraquinho virgem. Ela gemia e gritava, me chamava de filha da puta, de viado, mas não tirava o cu da reta eu então ficava com o pau mais duro cada vez que ela me xingava, até que enfiei tudo. Fiquei um tempo parado, até ela se acostumar e então comecei a foder aquele cuzinho gostoso. Ela começou a gemer e vi que estava gostando, em pouco tempo já estava gozando pelo cu, daí não aguentei mais e soltei mais um balde de porra.

As duas se abraçaram e daí fomos os três tomar banho. Chegando no chuveiro pude perceber o estrago que tinha feito no rabinho das duas, que estavam felizes com a trepada, foi assim que eu comi minhas amigas lésbicas.

Bem, depois disso, a nossa amizade ficou maior ainda, sempre saímos e transamos, é uma delícia. As vezes elas permitem a inclusão de outras amiguinhas na nossa transa, porém eu não permito nenhum homem a mais. Um dia desses, eu permiti que a Sandra e a Miriam me comecem utilizando strap-on, foi dolorido, mas eu gostei, porém essa é uma outra história.

Comi minhas amigas lésbicas
Comi minhas amigas lésbicas