Seduzi e dei para meu jardineiro gay

Desde dos meus 18 anos gosto de dar meu cuzinho, meu amigo me come quase todos os dias. Mantemos este nosso segredo sob sigilo absoluto por quase 2 anos. Enfim, vou contar como foi o dia em que seduzi e dei para meu jardineiro gay.

Este meu amigo que me come, me confessou que somente contou para um primo dele de 34 anos que mora em uma cidade distante. E meu amigo disse que ele chegou a ficar excitado. Sem coragem, ficava só na minha imaginação um coroa me comendo.

Cada dia mais curioso e excitado viajava na minha imaginação. Até que nas férias de 2017, minha mãe reclamando do jardim da nossa casa, meu pai contratou um jardineiro. Neste dia eu já tinha 19 anos e a tarde ficamos sozinhos em casa e tive a ideia testar o jardineiro.

O jardineiro gay estava no jardim dos fundos e eu fiquei pelado para ele ver minha bunda. Coloquei minha sunga e deitei no sol próximo dele. Depois de uns 15 minutos ele se aproxima e pede água gelada.

Finjo tomar um susto dele, levanto e busco uma jarra com gelo e 2 copos. Enquanto ele bebe água, eu passo protetor na minha bunda sob o olhar fixo dele. Depois que ele bebeu a água, digo que a água vai ficar do meu lado para a hora que ele sentir sede de novo. Eu percebia ele me comendo com os olhos cada vez que eu passava o protetor na bunda.

Seduzi e dei para meu jardineiro gay

Com o calor que fazia e a excitação dele, ele aparece com outras intenções, mas pede para tomar outro copo d’água. Eu passo mais protetor na bunda para provocar ele. Ele não se aguenta e pergunta se eu não quero que ele passe protetor em mim. Quando digo que tenho um amigo que passa protetor em mim. Ele diz que poderia passar em mim.

Meio desajeitado ele passa protetor primeiro nas minhas costas e depois vai direto ao ponto, minha bunda. Sua mão áspera e pesada vai alisando minha bunda. Eu fico imóvel e ele cada vez mais ousado sinto dedo dele entrar no meu Rego e parar no meu cuzinho. Minha gemida é o que ele precisava pare tirar minha sunga. Ele pede para eu ficar de quatro e coloca o pau na entrada do meu cu. Na hora do tesão o protetor serve como lubrificante. Digo: aí seu Joaquim ! (fictício) como tá gostoso.

Ele apertava meus mamilos e metia gostoso, até gozar. Voltou para seu serviço e eu continuei quietinho no sol. Uns 40 minutos depois seu Joaquim reaparece com a mesma desculpa de tomar água, já com a mão na minha bunda, dizendo que queria mais. Deixei ele tirar minha sunga outra vez é colocar o pau dele dentro de mim. Rasgando elogios na minha bunda e no meu cuzinho ele gozou outra vez. Disse que tinha terminado o serviço. Eu estava com o dinheiro para pagá-lo. Entreguei o dinheiro e recebi o cartão de visita dele. Para outros serviços extras. Que chamo de vez em quando, quando estou sozinho em casa.

Seduzi e dei para meu jardineiro gay
Seduzi e dei para meu jardineiro gay