Mamei os amantes da minha esposa

Me chamo Paulo e minha esposa Ane e nesse conto erótico muito safado eu vou contar como eu mamei os amantes da minha esposa em um sexo selvagem que fizemos onde ela saiu toda arrombada.
Sou um homem que gosto de aventuras e sempre fiz travessuras com minhas ex e com essa agora sempre acostumei ela a fazer coisas contra os princípios éticos familiares dela mais com o tempo ela se transformou numa puta de primeira linha e aquilo me deixava com um tesão enorme… ensinei Ane a foder em todas as posições o corpinho de ninfeta dela parece ser de mola… ela adora ser enrabada a foda melhor dela é essa ser enrabada e bem… ensinei ela a chupar bucetas e vínhamos conversando muito a respeito dela pois eu ainda não tinha realizado todos os sonhos dela e então disse a ela que eu iria sim realizar todos os seus sonhos… foi quando Ane me falou que queria trepar com outros homens e que eu também participasse desse sonho dela.
Fiquei sem jeito mais aceitei a parada então programamos. Na cidade de Codo – Ma teve uma festa com calcinha preta e fomos até lá nos divertir.. chop vai chop vem festa rola e dançamos muito quando percebi que minha fêmea Ane estava flertando com mais dois rapazes aproximadamente de uns 19 anos e de 1,90cm de altura um negão e outro moreno claro, foi quando eu chamei pra pertinho de nós dois… começamos a conversar os quatro eu, Ane, Bruno e Pedro, comentamos que éramos casados e que queríamos realizar nossa fantasia sexual os caras piraram pois nunca tinha acontecido aquilo com eles… então saímos de lá e fomos ao motel na saída de Codo – MA para Timbiras – MA, entramos os quatro no motel e a festinha começou.
Fiquei olhando eles tirarem a roupa da minha putinha até então intocável que somente eu e outras inúmeras mulheres tínhamos provado seu sabor e agora diante daquela situação eu estava muito nervoso e com um tesão tão grande que no momento em que eles BRUNO e PEDRO despiram minha safada ANE eu sem tocar em nada estava me derramando de gozo… nessa hora a safada da minha esposa correu e chupou minha porra gota por gota e disse é somente o começo aguente que você verá coisa ainda melhor… um chupava sua língua o outro lambia seu corpo.
Os dois amassavam seus peitinhos deliciosos pareciam uma laranja com os biquinhos empinadinhos pra cima e grandes, percebi que ela se contorcia e sua, minha… nossa bucetinha já escorria um liquido cheiroso e saboroso por sinal… foi quando ela resolveu tirar as cuecas dos dois… quase desmaiei e ela também… o negão BRUNO, tinha uma vara sem exagero 27cm de rola e que rola meus amigos… a vara do PEDRO também era muito linda e grande mais muito grossa quase da grossura da tala de um braço mais ou menos de uns 23 cm… será que ANE iria aguentar tudo aquilo… fiquei aterrorizado com aquela situação pois minha vara é normal de uns 19 cm e mais ou menos grossa mais não igual aquelas duas que estavam com ela.
ANE abocanhou a vara do negão BRUNO sem poder engolir tudo pois era enorme demais e bolinava com a do PEDRO que era grossa demais, PEDRO colocou ANE de quatro e vi ela assustada com aquilo mais eu disse a ela agora você tem que se virar e dar tudo mesmo pois pra mim é uma questão de honra ver você sendo fodida por esses dois deuses… coitadinha dela foi o jeito ela se ajeitar e rebolar muito na vara do PEDRO enquanto o Bruno comia literalmente a boquinha da minha putinha… podem acreditar o cacetão dele todo devia esta batendo no estômago dela pois ele enterrava todinho na garganta dela.
Foi quando ela disse PEDRO coloque bem devagarinho e PEDRO maldosamente disse a ela que sim e foi colocando a cabeçorra ela gemendo de dor e de prazer ao mesmo tempo quando PEDRO colocou a cabeçorra ele chamou ela de uma vez só… vi ela chora e gritar… berrar estremeceu coitadinha e o NEGAO PEDRO ajumentou pra cima dela ela de quatro e aquela vara grossa demais entrando e saindo dela aos poucos ela gritava vai cachorro… meu macho meu dono meu deus grego é isso ai me come mesmo me rasga que quero mesmo é ser devorada…

Mamei os amantes da minha esposa

Olhe seu viado seu viado como é que um homem de verdade come uma puta assim como eu… BRUNO anunciou que ia gozar com a cena também que acabava de presenciar assim como eu ela tirou a vara do Bruno da boca e me ordenou que eu mamasse o leitinho dele também que essa era a outra aventura sexual dela… que assim como eu tinha feito ela chupar bucetas e bucetas eu teria que mamar numa tora daquele tipo resistir mais ela manda em mim sempre e eu obediente como sou e sempre fui abocanhei aquela tora que realmente era enorme demais quando chupei uns 3 minutos o BRUNO gozou e como gozou não conseguia engolir de nojo ele pegou pelos meus cabelos e me deu uns tapinhas na minha cara foi que eu engoli achando ruim demais o que escorreu no meu rosto ela limpou com a língua e depois me beijou muito tirando o restante que estava na minha boca.
Ela fez também que eu limpasse o cacete do BRUNO todinho e deixasse no ponto de bala novamente… e ela continuava sendo fodinha pelo PEDRO quando PEDRO anunciou que ia gozar e gozou tanto que escorria pela buceta dela que estava dilacerada bem aberta com a grossura e tamanho da vara do PEDRO… ela mais uma vez me ordenou que eu limpasse o PEDRO e também deixasse no ponto de bala e não perdi tempo e assim o fiz também… ela também me ordenou que eu a chupasse todinha e limpasse ela todinha e não deixasse nadinha nenhuma gotinha de esperma e obediente como sou abocanhei a bucetinha da minha putinha e misturava sabor de buceta com porra e dessa vez eu amei o sabor o cheiro também era muito mais afrodisíaco cheiro de pica com cheiro de buceta chupei tudinho mesmo.
O BRUNO dizia seu corninho safado como você também chupa bem agora quero come o CU dessa piranha.. dessa vadia… ela retrucou na hora e não queria pois nunca tinha dado nem mesmo pra mim quanto mais pra eles…. PEDRO nessa hora aterrou sua vara na boca de ANE pra ela se calar e BRUNO sem passar nada forçou tanto que a cabeça entrou ela chorava muito gritava xingava eles dois quando ela apanhou deles ela se calou e BRUNO enfiou também de uma vez somente e vi ela desmaiar literalmente…. ela desmaiada e eles continuaram comendo ela depois de uns 4 minutos ela acordou com uma dupla penetração ela substituiu o choro pelos gritos safados quero quero quero quero quero que me foooooooodam mais eu nunca imaginei na minha vida aquela cena que eu estava presenciando… minha esposa estava literalmente rasgada nessa hora eu gozei novamente e o BRUNO disse quero provar sua porra também cara quero lhe retribuir todo esse presente que estou ganhando e comendo minha puta eu aproximei dele e ele abocanhou minha vara e chupou e chupou até eu gozar na garganta dele.
Quando os dois anunciaram que iam gozar novamente… nessas alturas minha putinha ANE já havia gozado umas 7 a 8 vezes ela pediu que eles gozassem na boca dela e obedientes ao pedido dela fizeram… gozaram tanto que ela não deu conta de toda a porra e chegou a escorrer pelo canto da boca dela e eu terminei o serviço por ela, assim mamei os amantes da minha esposa novamente… eles agradeceram e se despediram de nos dois e nunca mais nós dois vimos eles e continuamos até o dia amanhecer no motel… ainda fodi minha puta a sua boca… sua xana e seu cu todos estavam dilacerados… pois bem nunca mais praticamos essa aventura pois minha safada parece que se arrependeu da graça… um abraço a todos até uma outra oportunidade se é que vai aparecer…
Mamei os amantes da minha esposa
Mamei os amantes da minha esposa