Descobri que sou corno e gostei

Olá, pessoal! Resolvi compartilhar uma história que aconteceu comigo. Meu nome é Mateus Castilho e tenho 31 anos, moro no Rio de Janeiro. Vou contar para vocês sobre o dia em que descobri que sou corno. Mas, para minha surpresa, eu acabei gostando dessa constatação.

Sou dono de um restaurante, trabalho das 10h até às 20h, então minha esposa está muito sozinha e até fico com um pouco de pena disso. Um dia cheguei em casa às 23h, um pouco depois do habitual. Entrei, tirei a camisa, não vi ninguém, achei estranho então fui para o nosso quarto, e quando cheguei lá, encontrei minha esposa nua, sentando de um jeito gostoso no pau duro de um jovem muito forte.

Descobri que sou corno

Foi nesse momento que descobri que sou corno, o estranho é que não fiquei zangado, pelo contrário, gostei muito e era difícil ver aquela cena sem me sentir excitado. Podia notar meu pênis duro por baixo da calça. Quando abri, não fiz nada, só fiquei parada no canto e curti o que vi, o sexo foi muito bom.

Ela sentou por cerca de 8 minutos, até que ele a deixou de quatro. Quando eles me viram, ficaram muito constrangidos, mas eu contornei a situação e disse que estava tudo bem, eu não estava com raiva, eles podiam continuar a trepar e eu iria apenas ficar sentado, observando minha esposa ser comida com tanta vontade.

No começo eles ficaram com vergonha, mas depois ficaram excitados e começaram a trepar de novo, dessa vez percebendo que eu estava ali. O homem fez minha esposa cair de quatro e bateu em sua boceta com tanta força que seu gemido soou alto e excitante. Em pouco tempo, o jovem tirou o pau de sua boceta e enfiou-o em sua bunda. Eu estava me masturbando no canto, e logo gozei também.

Aquela foi uma das melhores experiências que já tive. Sei que passo muito tempo longe de casa, então desejo que minha esposa tenha o melhor. Ela ainda é jovem e tem um corpo muito bonito, então quero que aproveite todo o prazer que um homem como aquele pode lhe oferecer. Além disso, quero assistir mais vezes à maneira como ela é fodida na nossa cama.

Depois de tudo isso, minha esposa ficou um pouco constrangida, mas eu disse a ela que estava tudo bem e não tive problema porque até gostei do que vi. A questão é que não quero participar da brincadeira, mas sim assistir. Ouvir os gemidos da minha esposa e ver como ela se senta ou dá pra outro homem me deixa muito excitado. Então, posso ficar apreciando de longe.

Ainda não temos filhos e não pretendemos ter por um bom tempo. Acho que isso é o suficiente para que eu possa vê-la sentando no pau de outro homem. Não gosto de tirar a sua liberdade e, por isso, deixei que escolhesse alguns dias na semana para marcar com aquele garoto, preferencialmente em um horário em que eu estivesse em casa.

Descobri que sou corno e gostei
Descobri que sou corno e gostei